Conhecendo os tipos de cactos: principais características

Tipos de Cactos

Conhecer os tipos de cactos existentes é uma ótima ideia na hora de escolher sua decoração. Afinal, estas plantas possuem grande beleza, em sua forma rústica e exótica.

Justamente por isso mais e mais pessoas optam pelos cactos como ornamentais. E o fazem para dar elegância e personalidade a seus ambientes.

Venha conosco e descubra os principais tipos de cactos existentes. De nossos cactos brasileiros a alternativas importadas, você acabará se apaixonando por eles.

Vamos juntos?

O que são os cactos

Antes de descobrir os tipos de cactos, falemos sobre sua natureza. Estas plantas são incrivelmente resistentes e, por isso, chamam muita atenção.

Cactos são suculentas, ou seja, plantas que armazenam água em seus tecidos. Por esse motivo, evoluíram engrossando suas folhas. Tornaram-nas os braços e estruturas que conhecemos.

Essa vantagem evolutiva permite que os tipos de cactos sejam extremamente resistentes ao clima árido. No Brasil, a maior incidência dá-se no sertão nordestino.

Ainda, cactos costumam possuir espinhos. Eles também consistem em modificações evolutivas. Na natureza, sua função é combater predadores, como pássaros e outros animais.

Dessa forma, os tipos de cactos evitam perder água ao mesmo tempo em que se protegem de perigos.

Ocorre, todavia, que os tipos de cactos não encerram as suculentas. Ainda que sejam eles mesmos suculentas. Funciona assim:

Todo cacto é uma suculenta. Contudo nem toda suculenta é um cacto. Combinado?

Os mais comuns tipos de cactos brasileiros

Os tipos de cactos que apresentaremos serão variados. Mostraremos alguns tradicionalmente brasileiros e outros de fora. Há cactos nativos de muitos países das Américas e África.

Isso garantirá que você tenha liberdade para escolher qual tipo de cactos prefere. Afinal, o conceito de beleza é subjetivo: cada um a entende de sua forma. E isso é ótimo!

Comecemos pelos tipos de cactos mais comuns em nosso país. Dentre eles, o mandacaru merece destaque.

Mandacaru

Cacto Mandacaru

Estes tipos de cactos possuem vários nomes. Temos cereus jamacaru, jamacaru, cardeiro, enfim. No entanto são bastante conhecidos, aqui, simplesmente como mandacarus.

O mandacaru é um verdadeiro tanque de guerra. Possui resistência altíssima ao forte calor do semiárido brasileiro.

Estes tipos de cactos são abundantes na natureza. Sua distribuição dá-se mesmo nos ambientes mais extremos, como junções de rochas.

O mandacaru é um dos tipos de cactos menos utilizados como decoração. Na prática, servem mais como cercas naturais ou tratadores de terreno.

Contudo seu corpo robusto e espinhos imponentes conquistam algumas pessoas. Pode-se, dessa forma, utilizar o mandacaru em suas versões médias, como adorno externo.

Ainda, as flores brancas do mandacaru dão um verdadeiro show de beleza. Elas desabrocham apenas durante a noite, sendo efêmeras. Ao nascer do sol, murcham e despencam.

Coroa de frade

Cacto Coroa de Frade

A coroa de frade é uma constante na caatinga brasileira. Melocactus Érnestii é seu nome científico.

O apelido deve-se à sua estrutura: corpo circular espinhento, com uma coroa colorida no topo. Popularmente, entendeu-se similaridade entre sua forma e um solidéu eclesiástico.

Este, também, é um dos tipos de cactos utilizados em decoração externa. Eles podem preencher vasos médios, e são plantas geralmente baixas.

Xique-xique

Cacto Xique Xique

Outro dos tipos de cactos brasileiros é xique-xique. Seu nome científico é Pilosocereus Polygonus.

Trata-se de um dos tipos de cactos mais comuns na natureza. Nela, o xique-xique desenvolve-se em estruturas grandes, repletas de braços.

Em versões reduzidas, pode-se utilizá-los em pequenos vasos, para decoração interna e externa. Seu principal encanto é a simplicidade

Tipos de cactos exclusivamente ornamentais

Você já conheceu os tipos de cactos mais comuns de nosso país. Agora, apresentaremos os principais tipos de cactos para ornamentação.

Mais sofisticados e coloridos, são as principais escolhas para embelezar interiores. Costumam ser comercializados em vasos pequenos e médios.

Tipos de cactos para vasos médios

Cacto ouriço

Cacto Ouriço

Sem dúvida, o cacto ouriço é uma belíssima opção decorativa. Seu nome científico é Echinocereus reichenbachii, e é um dos tipos de cactos mexicanos.

Possui braços gordinhos, podendo crescer um ao lado do outro. Suas flores apresentam gradientes entre rosa e vermelho. E são lindíssimas!

O cacto ouriço pode ser utilizado sozinho. Contudo, havendo vários juntos, vasos médios são mais recomendados.

Mas lembre-se: o cacto ouriço precisa de sol pleno. Desse modo, prefira-o em jardineiras, varandas descobertas ou quintais. Tudo bem?

Rhipsalis de flores amarelas

Rhipsalis Flores Amarelas
Créditos da imagem: Mercado Livre

Outro dos tipos de cactos ornamentais é o rhipsalis de flores amarelas. Trata-se da hatiora salicornioides, dotada de uma belíssima forma arbústea.

A rhipsalis de flores amarelas é excelente para interiores. Afinal, além de linda, não possui espinhos.

É, também, um dos tipos de cactos brasileiros. Contudo sua estrutura não tolera sol pleno. Lembre-se disso quando escolher sua posição, combinado?

Flor de outubro

Cacto Flor de Outubro
Créditos pela Imagem: Amazon

Mais conhecida como flor de outubro, o rhipsalidopsis gaertneri é, simplesmente, um dos tipos de cactos mais encantadores.

Seu corpo é achatado e distribuído em diversos braços. Eles possuem gomos segmentados e livres de espinhos.

Ao final deles, brotam apaixonantes flores vermelhas. Quanto mais braços, mais espetacular se torna a floração deste cacto.

Deve-se proteger a flor de outubro do excesso de sol. Ainda, é um dos tipos de cactos que precisam ser regados com certa frequência.

Toda vez que a terra — ou substrato para suculenta — estiver seca, hidrate-a. Assim, ela crescerá sem queimaduras, viçosa e atraente ao olhar.

Muito semelhantes à flor de outubro, temos:

  • Flor de maio (schlumbergera truncata): o corpo é bastante semelhante. As flores, por sua vez, possuem coloração gradiente entre branco e roxo;
  • Cacto orquídea (epiphyllum ackermannii): seus braços são levemente mais finos, e não há segmentação em gomos. Suas flores são vermelhas e delicadas.

Cacto macarrão

Cacto Macarrão
Créditos pela imagem: Mercado Livre

O cacto macarrão — rhipsalis baccifera — é ideal para vasos suspensos. Natural da África, seus braços são finos e longos, despencando de modo magnífico.

Trata-se de outro dos tipos de cactos sem espinhos. A coloração verde anima ambientes, dando-lhes vida.

Tipos de cactos para vasos pequenos

Conheçamos, agora, os tipos de cactos ideais para vasos pequenos. Também conhecidos como mini cactos, sua beleza exótica e tamanho reduzido os fazem excelentes para interiores.

Rabo de raposa

Cacto Rabo de Raposa

O escobaria sneedii é outro dos tipos de cactos mexicanos. É belíssimo pelo contraste entre seu corpo, espinhos branco e suas flores. Elas possuem várias colorações possíveis.

De tamanho reduzido, o rabo de raposa possui um braço principal elevado. Abaixo dele, novos braços menores costumam brotar, formando uma linda estrutura.

Capuz de monge

Cacto Capus de Monge

O capuz de monge é um cacto ímpar. Original do México, o astrophytum ornatum parece uma obra de arte.

Seu corpo assemelha-se a uma carambola. Os braços desenvolvem-se formando uma estrela. Ao final deles, os espinhos manifestam. Eles protegem o corpo mole interno.

A almofada de alfinetes

Cacto Almofada de Alfinetes

Não há nome mais preciso para este cacto. É um dos tipos de cactos favoritos para ornamentação de interiores.

O mammillaria decipiens brota em diferentes braços arredondados, de baixa altura. Eles são protegidos por uma verdadeira armadura de espinhos.

Crescendo para todas as direções, os espinhos dão seu nome popular. Afinal, olhando com atenção, parece muito uma almofadinha de alfinetes, como as avós usavam.

Mil cores

Cacto Mil Cores

Conhecido como mil cores, temos o sulcorebutia rauschii. É original dos países interiores da América do Sul. Há grande incidência especialmente na Argentina.

Seu nome popular deriva de sua estrutura gradiente. Há tons de roxo, verde e amarelo que se mesclam.

Um vaso com vários braços de mil cores é algo verdadeiramente belo e agradável.

E não há riscos: o mil cores é outro dos tipos de cactos sem espinhos pontiagudos.

E então? Já decidiu quais tipos de cactos utilizará em sua decoração? Tenho certeza que as opções apresentadas encantaram você. Não estou certo?

Agora, basta você visitar as sementeiras de sua cidade e adquirir o seu. E lembre-se de caprichar na decoração dos vasos. Eles darão ainda mais poder e beleza ao seu cacto.

Esteja sempre por aqui para novidades sobre cactos e suculentas. Da escolha à saúde de suas suculentas, pode confiar na gente.

Até mais! Esteja sempre por aqui!

Conteúdo

Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *