Aprenda Como colorir Suculentas

Como Colorir Suculentas

De imediato, quando você ainda não sabe como colorir suculentas pode parecer um processo perigoso para a planta. Muita gente tem medo do procedimento, acreditando nisso.

Mas a verdade passa longe disso. Colorir suculentas não só é totalmente seguro como pode deixa-las ainda mais saudáveis. Afinal, o processo é uma adaptação natural das suculentas.

Obviamente, quanto menos fatores químicos utilizarmos, melhor. Justamente por isso é importante ter olhos atentos para as “receitas milagrosas”.

Hoje, ensinaremos pequenas dicas amadoras de como colorir suculentas.

Mas se o seu objetivo é ir além e ter um conhecimento mais profundo é bom você investir em mais estudos.

Para esse tema indico o Ebook “Guia Prático – Suculentas Coloridas, nele você encontrar muito mais dicas e segredos.

Então, se você trabalha no ramo ou tem interesse em vender suculentas esse é um grande passo a frente dos concorrentes.

Ficou interessado? Clique aqui e veja mais detalhes

Mas agora vamos as nossas dicas básicas.

Como Colorir suculentas de forma, natural

Como Colorir Suculentas

Importa muito pensar que colorir suculentas não é nada de outro mundo. Sendo as plantas que são, suas cores também apresentam-se como fatores adaptativos.

Ocorre que o que dá cor à suculenta é sua composição química. As reações, acontecendo dentro de seus tecidos, definem sua aparência atual.

E isso não é exclusividade das suculentas. Muitas outras plantas perdem ou ganham cores, quando em condições propícias.

O caso é: sabendo o que fazer e como fazer do jeito certo, é fácil colorir suculentas. Só não é rápido.

Temos, assim, que transformar o ato de colorir suculentas em uma cerimônia. Respeito e paciência serão os fatores litúrgicos, que seguiremos.

Todavia, ao final do processo, os resultados são de cair o queixo. Toda a espera passa a valer a pena.

Como colorir suculentas valendo-se do sol

Como Colorir Suculentas

De todos os métodos possíveis, usar o sol para colorir suculentas é o mais saudável. Afinal, não estamos inserindo nada nelas que venha de fora. Estamos usando a natureza a nosso favor.

Ocorre que suculentas são plantas extremamente resistentes. E essa resistência vem justamente de sua história evolutiva.

Assim, quando encontram uma adversidade, elas sobrevivem quando outras morreriam. E, neste caso, faremos exatamente isso. E o melhor: sem afetar sua saúde em nada, em absoluto!

Colorir suculentas com o sol, então, passa pela alteração gradual do ambiente. Ela, com certeza, já está habituada ao local em que habita. Por isso, mudaremos um pouco o jogo.

Quando a suculenta está frequentemente no sol, ela tende a possuir cores características. Amarelo, vermelho e roxo tornam-se mais frequentes.

Por outro lado, quando mantidas em locais sem sol, elas adotam o verde, acinzentado e anil. Não é verdade?

O que acontece é que ela já sabe como sobreviver naquelas condições. Quando alteramo-las, a mudança vem com o tempo.

Plantas internas devem ser levadas para fora por períodos curtos, que crescem. As externas, devem ir para dentro da mesma forma. Sempre de modo gradual, com calma.

E essa paciência é determinante. Pois é pela exposição gradual que a mudança ocorrerá sem ataques aos tecidos.

Assim, colocar uma suculenta adaptada a interiores no sol pleno pode matá-la! E o mesmo vale para o caso contrário. Fungos e parasitas podem fazer a festa, em casos assim.

Com a alteração ambiental gradual e progressiva, você verá alterações em semanas. Tudo isso mantendo suas suculentas saudáveis, vivas e viçosas.

Como colorir suculentas por estresse hídrico

A palavra estresse assusta. Eu sei que sim. Afinal, em nós, seres humanos, o estresse é uma doença grave.

Porém, falando das suculentas, o estresse hídrico não é tão terrível quanto o termo. Seu potencial adaptativo garante que continuem bem mesmo em condições diferentes.

No estresse hídrico, buscamos que a suculenta tenha menos água do que gostaria. Isso, claro, sem que seque ou sofra. Basta atentar-se a seu estado para não cometer um pecado, aqui.

Essa pequena alteração de hidratação pode colorir suculentas para vermelho e roxo facilmente. E a mudança é reversível de forma rápida, com a reinserção de água.

Mas nunca água em abundância, tudo bem? Suculentas odeiam, quando as encharcam.

O estresse hídrico pode ser feito por certos períodos do ano. Ele garantirá mudança tonal enquanto se mantiver a prática.

Todavia atenção: acompanhe de perto o estado dos tecidos da suculenta. Ela não pode nunca murchar, enrugar ou amolecer demais, tudo bem?

Todas essas alterações indicam declínio da saúde. O pulgão e a cochonilha adoram plantas doentes, que possam exterminar.

Utilizando químicos para colorir suculentas

Como Colorir Suculentas

Além dos métodos naturais, podemos inserir químicos externos para colorir suculentas. Não é o ideal, de todo modo, mas funciona.

Aqui, é importante ter consciência da alteração não natural que estamos fazendo. E, ao primeiro sinal de prejuízo, deve-se interromper o processo imediatamente.

Fazendo-o com sobriedade, não há com o que se preocupar. Não demais. Basta, também, acompanhar o desenrolar da planta, seus tecidos e afins.

Fazendo uso do sal amargo

O sal amargo é amplamente utilizado para colorir suculentas. Trata-se de sulfato de magnésio, utilizado como laxante e vendido em farmácias.

Sua aplicação faz-se mediante diluição. Para um litro d’água, adiciona-se uma colher de sopa da substância. Isso feito, transfere-se a fórmula para um borrifador.

Deve-se aplicar, com ajuda do borrifador, a substância sobre os tecidos da planta. Exageros não se fazem necessários, tudo bem?

Ocorrerá, assim, a absorção, pela planta, do sulfato de magnésio. Uma vez em seu organismo, ele a motivará a trocar sua coloração.

Mas lembre-se: para colorir suculentas de modo saudável, jamais aplique em horários de sol. Prefira, assim, os fins de tarde e noites. Caso contrário, as reações químicas a queimarão.

Preze pela saúde de suas plantas mesmo quando colorir suculentas, combinado?

O magnésio quelato

Como colorir suculentas com magnésio quelato? É, possível adquiri-lo em farmácias. Nos humanos, este produto serve como relaxante muscular.

O princípio é idêntico ao da aplicação do sal amargo. Deve-se evitar o sol, borrifar sobre os tecidos e esperar.

A única diferença dá-se na diluição. Para 5 litros d’água, utiliza-se meia colher de chá de magnésio.

As aplicações de ambos devem ser espaçadas em alguns dias, tudo bem? Não aplique mais de duas vezes por semana, para não prejudicar sua suculenta.

Colorir suculentas com corante alimentar

Quando se pretende colorir suculentas em tons específicos, o corante alimentar pode ajudar. Afinal, você definirá a tonalidade principal que sua suculenta tomará.

Para isso, dilui-se uma colher de chá de corante alimentar em 250ml d’água. Isso feito, basta despejar o líquido sobre o substrato, como em rega.

Após um ou dois dias, a planta terá absorvido o corante alimentar enquanto sugava a água. Assim, com a substância em seu organismo, sofrerá a coloração.

E então? Qual método vai utilizar para colorir suculentas? Isso fica a seu critério. Apenas nunca se esqueça de garantir que sua planta está saudável, tudo bem?

Se gostou, compartilhe esta matéria com seus contatos. E, se conhece outros métodos não agressivos, deixe seu comentário.

Será um prazer imenso conhecer você e ter acesso a seus conhecimentos.

Até logo, amantes de suculentas. Nos vemos em breve.

Conteúdo

Relacionados:

13 respostas

  1. Boa tarde gostaria de saber se posso colocar tinta de parede na terra das suculentas pra colorir ?E se eu fizer isso não ira mata las?Ou qual outro produto poderei usar sem afetar minhas pequenas por favor gostaria de uma resposta imediata

    1. Oi Geneci! Obrigada por participar! Olha eu não arriscaria usar tinta, geralmente essas tintas possuem grande quantidade de químicas que podem fazer mal a sua planta.

      Porque não tenta com corante culinário? (uma colher de chá de corante alimentar em 250ml d’água. Isso feito, basta despejar o líquido sobre o substrato, como em rega).

      Espero ter ajudado! Boa Sorte e Vida longa a suas suculindas!

  2. Adorei as informações. Hoje comecei com o sal amargo. Vou tentar com o corante também.

  3. Fiquei triste comprei um guia que ensina colorir suculentas, mas não ensina quase nada, aí fui pesquisar achei você que ensina coisas muito melhor mais prático e creio que muito mais eficiente e mais prático e de graça.
    Vou fazer as três.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *