Dicas magníficas de como cuidar de suculenta em vaso

Suculenta em Vaso

Criar a suculenta em vaso é simples e muito gratificante. Pois, desse modo, é possível utilizá-la como ornamento mesmo em ambientes internos.

Ainda, é possível controlar melhor a situação do solo. Com isso, garantimos mais saúde e longevidade à nossa querida planta.

Hoje, traremos considerações não só de como cuidar de suculenta em vaso. Nós, também, mostraremos a organização ideal do solo que receberá nossa planta.

Ah! E estas dicas também funcionam para criação de cactos, tudo bem? Afinal, eles também são suculentas.

Você me acompanha?

A escolha do vaso é determinante para a saúde da suculenta

Suculenta em Vaso

Para criar uma suculenta em vaso, a escolha dele é determinante. Afinal, não adianta apenas pensar na beleza. É necessário que seja um recipiente funcional.

Em primeiro lugar, temos que pensar na drenagem adequada de seu interior. A suculenta em vaso que não drena adoece e, se não ajudada, morre.

Assim, criar a suculenta em um vaso de cerâmica crua torna-se muito interessante. Embora mais atraentes, as cerâmicas envernizadas atrapalham este processo de drenagem.

Ainda, há quem as queira criar um xícaras e canecas. Confesso: o resultado é belíssimo e muito pitoresco. Contudo xícaras não possuem furos inferiores. A água fica, então, empossada.

Outro ponto são os pratinhos. Colocamos pratinhos e pires sob os vasos para preservar a água das regas. Mas suculentas não precisam disso. A água deve ir embora. Ser drenada para fora.

Sim: faz mais sujeira. Mas é uma necessidade mandatória, ao criar suculenta em vaso. Terra seca, suculenta saudável. Combinado?

E, claro: se utiliza cachepots, lembre-se de retirar os vasos deles, ao regar. Caso contrário o mesmo problema ocorrerá. A água permanecerá presa do solo, adoecendo a planta.

Onde posicionar a suculenta em vaso

Suculenta em Vaso

As suculentas chegaram até nós por seu próprio esforço e mérito. No passo dos milênios, elas se desenvolveram para resistir a muito sol e pouca água.

Se queremos uma suculenta em vaso vistosa e saudável, devemos respeitar isso. Como com a escolha do vaso ideal, a posição é importantíssima!

De fato, nem toda suculenta deve ficar todo o tempo no sol escaldante. Algumas, já se adaptando a viver com a gente, sofreram pequenas mudanças.

Em casos assim, manter a suculenta em pleno sol pode queimá-la, ressecando e matando. Por isso, deve-se observar e adequar as exposições ao gosto da planta.

Porém não se engane: suculentas odeiam sombra! Deixá-las num ambiente obscuro trará pestes, fungos e, eventualmente, a morte. É bastante sério este ponto.

A suculenta em vaso pode perfeitamente decorar sua casa. Mas jamais a mesa do escritório escuro, uma estante ou prateleira. Especialmente se for prateleira de banheiro ou o lavabo.

A umidade e escuridão do banheiro hão de custar a vida de sua planta.

Prefira, portanto, batentes de janela, varandas, jardineiras ou escrivaninhas próximas da luz solar. Direta, de preferência.

Não havendo possibilidade de mantê-la sempre lá, ofereça banhos de sol. Todavia garanta sol abundante e pelo máximo possível de tempo, tudo bem?

As regas da suculenta

Mesmo não precisando de muita água, a suculenta em vaso depende de regas. Afinal, ela precisa preencher seus tecidos com água para manter-se hidratada.

Todo nosso esforço em drenagem do vaso não é à toa. Não pretendemos que nossa suculenta passe sede. Apenas não queremos que tenha água da que não precisa.

Assim, regas também devem fazer parte da rotinha de manutenção da suculenta em vaso. Apenas ocorrerão com frequência muito inferior à de outras plantas.

O ideal é conhecer sua própria suculenta. Se o substrato para suculenta está adequado, ele permanecerá úmido pelo tempo ideal. E é fácil descobrir se está dando certo:

Basta olhar para a suculenta. Mesmo sem tocá-la, e possível notar o viço. Suas carnes estarão com boa coloração, espessas e com a rigidez adequada, se bem hidratada.

Neste estado, a suculenta não precisa de novas regas. No entanto, se estiver enrugada, amarelada, emagrecida, cuidado. Ela precisa de cuidados imediatos.

Não faz-se necessário, também, esperar que mostre-se assim para regar. O equilíbrio é importantíssimo.

O que estou sugerindo, aqui, é que não se regue uma suculenta em vaso que está saudável, tudo bem?

Num cenário ideal, ela não precisará de rega senão a cada 15, 20 dias. Porém não o digo como regra pois cada lugar é um lugar.

Insisto: acompanhar de perto sua suculenta em vaso é mais interessante do que datas duras. Elas, talvez, não se apliquem ao seu caso. Tudo bem?

A única regra imprescindível é: nem regue demais, nem a deixe com sede.

Uma dica: a suculenta em vaso, quando inundada, fica molenga e perde a cor. Transparência dos tecidos é sinal de morte iminente. Portanto, atenção.

Lidando com acidentes domésticos

Infelizmente, uma suculenta em vaso está muito sujeita a acidentes. Eles são frequentes com vasos do que com as que criamos em jardim.

Afinal, vasos estão por aí, ao alcance. Um descuido, seja seu, de uma criança ou animal doméstico pode ser terrível. Quedas ou inundações podem ocorrer.

Nestes casos, é importante agir com rapidez e conhecimento. Saber o que fazer é o que divide uma restauração de um desastre. Combinado?

Lidando com a queda da suculenta em vaso

Basta um esbarrão e pronto! Lá está a suculenta em vaso lançado ao chão. Um pesadelo para qualquer amante de plantas.

Mas calma! Provavelmente há o que se fazer. E o primeiro passo é avaliar os estragos.

De imediato, tome a pobre suculenta do chão. Verifique seu estado e a deixe descansar por algum tempo. Doze horas a um dia pode ser ideal. Longe do sol, tudo bem?

Aqui, buscaremos que suas raízes sequem, enquanto você limpa a sujeira do chão. Pode-se, com um pincel macio, retirar qualquer excesso presente nas raízes.

Neste meio tempo, prepare um novo vaso adequado ela. A suculenta em vaso possui suas necessidades particulares. Nós ensinamos a preparar aqui.

Se não houve grandes mutilações, sua suculenta em vaso resistirá no novo ambiente. Lembre-se: elas são incrivelmente resistentes, e lutam para viver.

Ops! A suculenta em vaso está inundada

Colocou água demais? Ou choveu, ensopando o vaso? Tudo bem. Isso também pode acontecer.

Todavia, ao perceber essa situação, haja de imediato. Retire a suculenta do vaso, deixe-a secar por 12 horas a um dia e providencie o replantio. Desta vez, num novo vaso, seco e preparado.

Agora, basta você visitar as matérias que apontamos. De modo especial, aquela, sobre preparar o vaso. Não explicaremos aqui para não prolongar demais este texto, OK?

Mas, lá, contamos todos os segredos. Do uso dos materiais à intercalação, você aprenderá definitivamente como manter a suculenta em vaso linda, saudável e viçosa.

Foi um prazer ter você por aqui. Esperamos sua presença frequente.

Até logo!

Conteúdo

Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *