Fungo em planta: como evitar que sua suculenta morra

Fungos em Suculentas

Fungo em planta pode ser uma grande dor de cabeça. Colônias destes seres agridem a fisiologia das suculentas, podendo leva-las à morte.

Hoje, conversaremos um pouco sobre esse problema. Apresentaremos dicas de como evitar e o que fazer quando encontrar fungo em planta que possui em casa.

Esteja conosco até o final, tudo bem? Você não vai se arrepender.

Como evitar o surgimento do fungo em planta Suculentas

Fungos são organismos simples em vários sentidos. Primeiro porque precisam de bem pouco para se desenvolverem. Basta um par de condições favoráveis e lá estão eles.

Porém, outro aspecto de sua simplicidade é a facilidade de combate-los e evita-los. Basta tomar algumas medidas, e a ameaça poderá ser contida.

Todavia as ações devem ser imediatas. As alterações provocadas, quando há fungo em planta, arriscam a vida de sua suculenta. Portanto, todo cuidado do mundo, OK?

Entre as principais prevenções contra o fungo em planta está o contato com o sol. Afinal, fungos não se desenvolvem em ambientes quentes e secos.

Banhos de sol ou mesmo posicionamento da suculenta em sol pleno são determinantes, aqui. Ainda, os raios solares colaboram com a drenagem do substrato.

Desse modo, se suas suculentas estão instaladas em locais de pouca luz solar, crie uma rotina. Leve-as diariamente, ao menos por algumas horas, para receber o banho solar.

Outra atenção importante ocorre com relação à adubagem. Húmus e adubos úmidos podem favorecer o surgimento do fungo em planta.

Por isso, prefira esterco cerco e cinzas de carvão na preparação de seu substrato para suculenta.

Mantendo o vaso ou mini jardim de suculenta saudável, suas plantas estarão sempre livres dos fungos.

Cuidados ao trazer novas suculentas para sua casa

Infelizmente, mesmo quando cuidados bem de nossas suculentas, invasores podem acessar nossa casa.

Isso ocorre frequentemente quando trazemos novas plantas de estufas e sementeiras. Todavia mesmo hortaliças e vegetais secos podem trazer parasitas indesejados.

Dentre eles, o pulgão e a cochonilha são os mais terríveis. Eles podem vir em nossas roupas, compras ou, mesmo, ser trazidos pelo vento.

Em sua ação, ferem as plantas, deixando seus tecidos internos expostos. A umidade contida neles dá espaço para o surgimento do fungo em planta.

Ainda, o nematoide, inimigo oculto, promove o surgimento do fungo nas raízes da planta. Suas consequências são terríveis.

Portanto, estejamos sempre atentos às nossas suculentas. Quando adoecem, elas demonstram claramente isso, enrugando e mudando de cor.

Quando o fungo em planta já está em ação

Quando o fungo já se instalou, é imprescindível ação rápida e precisa. Trabalharemos, assim, na extinção das condições de vida desses organismos.

A primeira tarefa é remover a planta afetada do sol pleno. Transporte-a, então, para um lugar iluminado e arejado, seco, mas sem sol pleno.

Se o substrato estiver úmido, deve ser corrigido imediatamente. Os fungos continuarão crescendo enquanto não extinguirmos sua fonte original.

Por isso, se necessário, retire a suculenta do vaso e prepare um novo. Caso não saiba como, escrevemos uma matéria especial sobre preparação de vaso para suculenta.

Esgotadas as manobras de contenção, passemos ao tratamento do fungo em planta presente. Vejamos algumas receitas.

Fungo em suculenta

Bicarbonato de sódio diluído

 O bicarbonato de sódio é magnífico na elevação do pH dos tecidos vegetais. Contudo falamos de uma substância perigosa para o solo.

Desse modo, para resolver o fungo em planta, dilua duas colheres de chá de bicarbonato em uma xícara d’água. Com algodão ou cotonete, passe a solução sobre os tecidos afetados.

Mas lembre-se: evite ao máximo que parte da solução tenha contato com o substrato. Realize o procedimento longe do sol, preferencialmente no fim do dia.

Infusão de fumo de rolo

O fumo de rolo — ou de corda, a depender do lugar — é ótimo contra fungos. Ele os faz secar e morrer, permitindo a cicatrização da suculenta.

Para isso, utilizaremos um pedaço não muito grande de fumo. Ele deve ser triturado e, depois, imerso em água por um ou dois dias, para que possa curtir.

Mais tarde, quando a solução estiver impregnada, coe-a e aplique sobre a planta. Neste caso, o solo não sofre. Portanto, pode-se utilizar um pulverizador.

Basta que se garanta que todas as partes afetadas sejam cobertas. Longe do sol e em ambiente arejado, reaplique a solução diariamente, uma única vez, até livrar-se do fungo em planta.

Chá de dentes de alho

Além de afastar insetos parasitas, o alho é magnífico contra o fungo em planta.

Nesta receita, ferveremos dois a três dentes de alho em meio litro d’água. Buscaremos, assim, que o enxofre seja repassado para o líquido.

Aplica-se o chá também com o borrifador uma vez ao dia, longe do sol.

Entretanto, quando o fungo está avançado, podemos utilizar uma segunda receita.

Nela, maceraremos as cabeças de alho em duas colheres de sopa de óleo vegetal. A mistura deve repousar, para ativar o enxofre. Doze horas a um dia são mais que suficientes.

Isso pronto, deve-se diluir uma pequena quantidade do alho macerado em 500ml d’água. A aplicação segue o mesmo princípio e frequência.

Seguindo essas medidas, suas suculentas ficarão livres do fungo em planta em poucos dias. Com amor e carinho, você superará essa adversidade, crescendo na arte das suculentas.

E nunca se esqueça: sempre que precisar, estaremos por aqui. Nosso maior prazer é ter você com a gente. Como você, amamos suculentas, e queremos espalhar esse sentimento.

Até logo, colegas cultivadores. Estejam sempre por aqui!

Conteúdo

Relacionados:

2 respostas

  1. Olá, boa noite! Acho que não entendi como fazer um fungicida natural. Uma das sugestões seria macerar a cabeça de alho e acrescentar óleo vegetal e a outra macerar a cabeça de alho em água. Ou diluir o alho macerado com o óleo e depois adicionar a água? Desculpe, não ficou claro pra min principalmente porque o óleo não vai misturar com a água.

    1. Oi Lia! Obrigada por participar!

      É isso mesmo a mistura não fica homogênea. Assim, no momento da aplicação você deve agitar bastante e aplicar em seguida.

      Boa Sorte e Vida longa as suas Plantinhas! Uma abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *