Como cuidar de cactos em casa e apartamento

Cuidar de Cactos

Muita gente acha que não precisa cuidar de cactos. Porém esse é um engano absoluto. Embora sejam plantas extremamente resistentes, os cactos também contam conosco.

Por isso, hoje, apresentaremos os principais pontos de atenção, ao cuidar de cactos. E tenha certeza: é possível fazê-lo mesmo em casa ou no seu apartamento.

Vamos juntos? Tenho certeza que você aprenderá bastante, com a gente.

Cuidar de cactos começa quando os conhecemos bem

Como cuidar de cactos

Para cuidar de cactos do modo correto, é muito importante entender o que são. Assim, conseguimos oferecer tudo que precisam para se desenvolverem.

Cactos, geralmente, são suculentas cobertas de espinhos. Contudo há tipos de cactos distintos, manifestando-se mesmo sem os famosos espinhos.

Desse modo, cactos são plantas que mudaram seu corpo para sobreviver. Eles aprenderam a se adaptar às mais diversas e extremas condições.

Muito sol e pouca água são essenciais, ao cuidar de cactos. Isso porque seu corpo é um grande reservatório de água.

Nos tecidos, o cacto reserva toda a água da que precisará. E ele sabe guardar água, viu? Por isso perdeu as folhas. Elas costumam transpirar muito, em outras plantas.

Desse modo, os cactos podem viver mesmo nos desertos mais inóspitos. Isso lhes dá grande valor, por sua resistência. Fornecem, assim, beleza exótica e um exemplo de vida.

Afinal, com tão pouco, conseguem ser tão magníficos. Não é motivador?

A prática de cuidar de cactos

Conhecendo sua natureza, já aprendemos duas coisas importantíssimas. São elas:

  • Cactos não precisam de muita água;
  • Eles dependem do sol abundante, pois se adaptaram para isso.

Daqui, tudo que você precisa saber sobre cuidar de cactos se desenrola. Afinal, poderemos trabalhar conscientemente na replicação de condições ideais para eles.

Tendo, então pouca água e muito sol como bases, vejamos as principais práticas.

Preparação do solo

O solo é importantíssimo para os cactos. Como toda planta, é dele que retiram nutrientes e a água que armazenam.

Todavia o processo de hidratação é diferente. Outras plantas transpiram muito, por conta das folhas. E seus tecidos não as permitem armazenar água.

Já os cactos não transpiram muito e armazenam muita água em seus tecidos. Por isso, o solo deve conter a água por pouco tempo. Apenas o suficiente para o estoque.

Depois disso, a água deve ir embora, deixando o solo seco. Isso é feito valendo-se de combinações de materiais. Com eles, faz-se o substrato para suculenta.

Como já dito, um bom substrato une nutrição e drenagem em proporções equilibradas. E deve ser pensado tendo clima e região em consideração.

Você também pode visitar nossa matéria sobre montagem de vasos. Nela, explicamos exatamente como preparar um vaso para suculenta.

Assim, nas trocas de vaso e preparação de muda de cacto, você garantirá saúde e longevidade de sua planta.

Servindo-se do ambiente para cuidar de cacto

 Além do solo, o local onde o cacto será mantido também importa bastante. Afinal, nem todos os ambientes são próprios. E, da mesma forma, nem todos os cactos são iguais.

E, embora comum, crer que só podem ser criados em jardim de cacto é um erro. É perfeitamente possível cuidar de cactos em pequenos vasos, na casa ou apartamento.

Apenas deve-se lembrar de sua necessidade por luz solar. Contato real, tudo bem? Assim, ambientes escuros e úmidos, como banheiros, devem ser evitados.

Todavia sobra bastante espaço para você explorar. Jardineiras, batentes de janela, escrivaninhas com acesso ao sol. Qualquer lugar diretamente iluminado vale, aqui.

E, não havendo possibilidade de contato direto com o sol, também há jeito. Basta fornecer banhos de sol diário aos seus cactos. E pelo máximo de tempo que puder, combinado?

Regas, ao cuidar de cactos

Aprenda a cuidar de cactos corretamente

Cuidar de cactos exige bem pouco esforço e presença. Eles são plantas independentes, ótimas em se adaptar e muito fortes.

Contudo é preciso, eventualmente, regá-los. Desse modo, eles repõe o líquido que consumiram, reservando para novos períodos futuros.

Por não precisarem nem gostarem de muita água, as regas são bem espaçadas. Por exemplo, no verão, os intervalos podem ser de até 10 dias, entre uma rega e outra.

Já em períodos mais úmidos e frios, a rega pode ser espaçada em, até, um mês.

Aqui, o mais importante é saber observar o solo. Se está muito seco, pode-se regar. Se está úmido, evite ao máximo que nova água seja inserida.

E a rega deve ser apenas no solo, tudo bem? Molhar os tecidos carnosos do cacto pode resultar em fungo em plantas, um problema grave. Além de convidar outros parasitas.

Analise, também, a estrutura do cacto. Se mole, está sofrendo. Se enrugado, também. Ele demonstrará seu estado de saúde através de seu corpo. Por isso, atenção.

A adubagem também é necessária

Adubar é uma excelente maneira de devolver nutrientes ao solo. Eles serão consumidos pelas raízes da planta, mantendo-a forte e saudável.

No entanto vale lembrar que umidade deve ser evitada. Assim, adubos secos, como cascas de ovos trituradas e esterco ressecado são as melhores alternativas.

A adubagem pode ser feito com intervalos mínimos de três meses, em plantas adultas e enraizadas. Nas mudas e plantas jovens, deve-se esperar que se desenvolvam antes.

Prevenindo e combatendo parasitas

Ao cuidar de cactos com diligência, respeitando suas necessidades, parasitas são mantidos longe. Afinal, eles preferem atacar plantas já adoecidas, com menos possibilidade de vingar.

Desse modo, solo seco e nutritivo, muito sol e bom estoque de água são os principais combatentes de parasitas.

Contudo o nematoide, a cochonilha e o pulgão podem, eventualmente, aparecer. Alguns são trazidos em outras plantas novas, hortaliças e, mesmo, em nossas roupas.

Reconhecendo seu ataque, aja imediatamente no combate. As receitas que passamos são ideias para livrar-se deles sem sofrer grandes prejuízos.

E então? Achou fácil, não achou? Isso é para que você veja como é fácil e prazeroso cuidar de cactos.

Após a primeira aquisição, tenho certeza que você se apaixonará por essas magníficas plantas. Em pouco tempo, espero que sua casa esteja repleta de cactos e suculentas.

E, para garantir saúde de suas plantas, conte conosco. Aqui, temos dicas, curiosidades e um universo de informação para você.

Use sem moderação, tudo bem? Adoramos ter você aqui, com a gente, aprendendo e nos ensinando com suas experiências e comentários.

Foi muito boa essa conversa. Espero você de volta em breve.

Até mais!

Conteúdo

Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *